Tombamento de ônibus com crianças expõe problemas no asfalto da ERS-462 em Muliterno


Crianças foram retiradas pelo motorista do ônibus após acidente em Muliterno — Foto: Reprodução/RBS TV

  

Um ônibus que transportava crianças tombou no início da noite de quarta-feira (22) na ERS-462 em Muliterno, no Norte do Rio Grande do Sul, segundo informou a Secretaria Municipal de Educação. Ninguém ficou ferido com gravidade, mas o acidente expõe os problemas no asfalto da rodovia, retratados no ano passado em reportagem da RBS TV.

 

O acidente ocorreu por volta das 18h, a cerca de 4 km da zona urbana. Dentro do ônibus, havia 12 alunos de escolas públicas, com idades entre 4 e 11 anos, que moram a cerca de 35 km da cidade. Os que precisaram de atendimento foram para o Hospital de David Canabarro e passam bem.

 

Por volta das 12h de quinta (23), ainda havia duas crianças hospitalizadas, uma em David Canabarro e outra no Hospital Ortopédico de Passo Fundo.

 

O motorista Clóvis Lansari, que conduzia o ônibus, relata que o acidente foi consequência das más condições da estrada. "Eu estava desviando de um buraco, mas não consegui segurar o ônibus, e acabou tombando com todas essas crianças. Tudo bem, graças a Deus. Não aconteceu nada com ninguém, lesões pequenas", disse o condutor.

 

Lansari relatou como foi a retirada das crianças de dentro do veículo. "Como o ônibus ficou de lado, [as crianças] foram tiradas pelo teto, uma a uma, todas desesperadas, chorando, todas assustadas, mas tudo certo, tudo bem", disse.

 

A prefeitura diz que aguarda uma avaliação do dano pela seguradora para retirar o veículo, o que não tem prazo para acontecer.


Em agosto do ano passado, reportagem da RBS TV denunciou as condições da rodovia. Na ocasião, uma placa sinalizava que mais de R$ 4 milhões eram investidos em melhorias na pista. Porém, os 10 km que já estavam prontos não tinham sinalização, e mesmo no trecho que passou por obras, já havia vários buracos.

 

A prefeitura se ofereceu para realizar os reparos, mas não foi autorizada. Lansari afirma que a situação pouco mudou desde então.

 

"Essa estrada está péssima, todo mundo reclamando, e ninguém toma uma atitude. Vamos ver se o governo toma uma atitude para acabar com essa buraqueira", disse o motorista.

 

A reportagem entrou em contato com o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), que disse aguardar liberação de recursos para a sequência das obras, e que o assunto é tratado como prioridade (leia a íntegra abaixo).

Nota do Daer

O Daer esclarece que aguarda a liberação de recursos para a continuidade das obras em acessos municipais. O assunto está sendo tratado com prioridade pelo governo do Estado.

No mês passado, o secretario de Logística e Transportes, Juvir Costella, foi a Brasília propor aos deputados federais da bancada gaúcha a destinação de verbas de emendas parlamentares para a continuidade dos acessos. O assunto está sob análise dos parlamentares.


Fonte: G1

Compartilhe!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se você encontrar algo de carater ofensivo, por favor denuncie.

Comentários (0)


Deixe um comentário